Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘xorg’

(Descobrimos porque não estávamos conseguindo usar o Puppy 4 após instalado no HD do computador antigo…)

Situando, o computador em questão (para quem não leu os posts anteriores Primeira máquina montada com sucesso! e Experimentando novas opções de dualboot nas máquinas) é um Pentium MMX 233MHz, com 64Mb de RAM.

Rodando o Puppy 4 em live CD, era reconhecido o mouse serial, porém após a instalação no HD de 3Gb, com 122Mb de Swap, o teclado funcionou, mas o mouse não. Ao reiniciar, na hora de reconhecer os dispositivos, ele identificava o mouse como PS/2 erroneamente.

Conheça uma de nossas fontes de pesquisa na internet: Como instalar Puppy Linux para o Disco.

Acreditando que não rodaria em modo XORG (modo gráfico pesado e sofisticado), utilizamos em todas as tentativas o modo XVESA. Parece que esse modo não é muito eficiente, não nos ofereceu opção de alterar a resolução da tela, nem a determinação do tipo de mouse utilizado (no caso, um serial). Então, resolvemos tentar o modo XORG e, finalmente, tudo funcionou muito bem!

Distro Puppy 4 aprovada!!!

Próxima saga: Instalar Kurumin 7, segundo as recomendações do Mestre Morimoto (confira o link para o tutorial em Experimentando novas opções de dualboot nas máquinas).

Em breve também: experiências com Fluxbuntu 7.10 e Linux Mint (agradecimentos a Anderson Apolinario, que deu essa dica no comentário do post anterior).

Deixe um comentário aqui

Anúncios

Read Full Post »

1- Na máquina nova… (Experimentações diversas de dualboot: XP / Ubuntu / Ubuntustudio / Kurumin Light / Puppy)

Estávamos usando Window$ XP em dual boot com Ubuntustudio 8.04 em nossa máquina principal (Pentium Dual 2,66 GHz com 1 Gb de RAM), mas resolvemos mais uma vez extinguir o primeiro e tentar sobreviver no mundo livre, ainda que com nosso pouco conhecimento. O Ubuntustudio 8.04 com relação ao 7.10 estava melhor num aspecto, pois já veio em grande parte na nossa língua e não acontecia mais travamentos nas portas PS2 (mouse e teclado), mas por outro lado, não estava saindo som nenhum (exceto algumas vezes em que executávamos o emulador zsnes). A barra inferior também não aparecia. Pesquisamos no google tentando solucionar o problema do som, mas desistimos temporariamente (Blog do Pilinha, entre outros).

O Puppy 4 em live CD na máquina nova demonstrou-se muito eficiente, reconheceu todo o hardware em poucos segundos, conectou-nos à internet com facilidade, através do Menu > Network > PPPoe. Fizemos a instalação dele no HD. Por já termos um grub preexistente, o instalador universal do Puppy nos instruiu a inserir manualmente algumas linhas no menu.lst que fica dentro de /boot/grub:

title Puppy Linux 400 full install
root (hd0,0)
kernel /boot/vmlinuz root=/dev/hdb1 pmedia=idehd

Deu tudo certo, porém optamos por não ficar com o Puppy 4 por não haver nele a opção de criar um usuário, e já vimos em diversas fontes que não é seguro ficar em modo gráfico logado como root. Vamos ficar com o cd aqui arquivado para situações de erro que possam ocorrer em nossas experiências com as demais distros, pois ele é muito útil, funciona até mesmo sem HD, como todo CD live, mas com a vantagem de ser muito rápido. De interface muito amigável, parece ser uma ótima opção para máquinas com pouca memória (mínima de 128Mb, pois no nosso MMX de 64Mb, em modo XVESA não rodou completamente, ficando travado o mouse serial).

Tentamos fazer dualboot do Ubuntustudio Hardy com o Ubuntu Feisty, mas estava dando o erro a seguir (ao tentar entrar no Ubuntustudio 8.04):

“Log of fsck -C -R -A -a
Wed Jun 25 15:13:18 2008

fsck 1.40.8 ( 13-Mar-2008 )
/home: clean, 13087/6029312 files, 2893017/12050742 blocks
fsck.ext3: Unable to resolve ‘UUID=f0995bcc-63c1-4f3b-8b16-586c80aa9c6b’
fsck died with exit status 8

Wed Jun 25 15:13:18 2008”


Após essa saga, baixamos o Kurumin Light e colocamos em dualboot com o Ubuntustudio Gusty. Está maravilhoso, tocando música e funcionando tudo perfeitinho. O único porém é que de vez em quando travam as saídas PS2, aí recorremos ao mouse USB para salvar os documentos abertos e reiniciar sem ter que usar o botão reset. Só vamos colocar o Ubuntustudio Hardy quando liberarem um release mais redondinho.

2- Na máquina antiga… (Dicas para adaptar uma distro de interface amigável para computadores low-tech)

Estamos baixando o Kurumin 7 Download ISO ou Torrent para tentar o tutorial Usando o KDE em micros com 32 MB de RAM – e Dicas de Particionamento – (tentamos com o CD do Kurumin Light, mas não funcionou). Até agora, a única distro que funcionou no computador antigo aqui foi o Damnsmall Linux e queremos algo com interface mais amigável, para proporcionar uma aceitação maior por parte dos aprendizes.

Deixe seu comentário aqui.

Read Full Post »